O PT da Paraíba não está nada satisfeito com as alianças realizadas pelo PSB para o fortalecimento da pré-candidatura de João Azevedo para o Governo do Estado. Os dois partidos se aproximaram substancialmente após a atuação do governador Ricardo Coutinho (PSB) na defesa da democracia e se posicionar politicamente contra o golpe parlamentar, que culminou na derrocada da presidente eleita Dilma Rousseff (PT), nos últimos dias anda em rota de colisão de interesses.

Para o deputado Anísio Maia (PT), em entrevista ao Paraíba Já, os socialistas não estão tratando seu partido como qualquer outro e que o ideal é formar uma frente de esquerda na Paraíba.

“A forma como o PT é tratado naturalmente influi no relacionamento com qualquer
partido. Estão tratando o PT como um partido qualquer. Nós continuamos insistindo em fazer uma frente da esquerda na Paraíba. Mas, estamos em um impasse porque o PSB busca aliança com alguns partidos do golpe. Nosso discurso é não se aliar com golpista”, enfatizou Anísio.

Ele ainda comentou qual será a tendência do partido, caso continue a mesma situação. “Se não tiver mudanças, vamos lançar majoritária. Nós temos muitos nomes para majoritária. Sou soldado do partido. Não tem problema para mim em ser escolhido e ir pro sacrifício. Eu estou deputado, mas minha profissão é veterinário e vivo disso. Mas o partido tem outros nomes, como Marcos Henriques, Rodrigo Soares e Giucélia Figueiredo”, apontou.