A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou, nesta terça-feira (11), uma Sessão Solene para entregar o Título de Cidadão Paraibano ao delegado da Polícia Civil do Estado, Állan Murilo Barbosa Terruél. A propositura, de autoria do deputado Frei Anastácio, teve objetivo de reconhecer os relevantes serviços prestados pelo homenageado à Paraíba.

De acordo com o parlamentar, o que motivou a entrega da comenda foi a trajetória de trabalho desenvolvido em diversos municípios paraibanos pelo delegado. “Eu sempre o admirei e Állan entrou no combate ao narcotráfico, ao crime organizado e à prostituição infantil em Sapé, onde levou políticos e empresários à cadeia. Hoje, ele é uma figura na Paraíba que é referência para o Brasil inteiro. Então, eu estou muito feliz de ter proposto esse título e ser aprovado pelos 36 deputados, sem questionamento, para ele se tornar, a partir de hoje, cidadão paraibano”, afirmou.

O homenageado agradeceu a honraria da Casa e ressaltou a importância simbólica da solenidade. “Eu acho que esse título tem características especiais tendo em vista o autor da proposta, que tem o histórico baseado na luta de defesa dos direitos humanos em muitas ações de enfrentamento das forças e das instituições públicas. Portanto, na medida em que eu, que represento a força estatal, recebo essa homenagem, me sinto abrilhantado e tem um sabor especial”, destacou.

Perfil

_DSC0016Natural de Votuporanga (SP), Állan Murilo Barbosa Terruél é bacharel em Direto e Pós-graduado, com especialização em Direito Penal e Processual Penal, e Gestão Estratégica de Segurança Pública. Iniciou a carreira como delegado da Polícia Civil da Paraíba, em 2006, na Delegacia Municipal de Sapé.

Após dois anos, assumiu a Comarca de Sapé com abrangência dos municípios de Sobrado e Riachão do Poço, desenvolvendo um trabalho de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, denominado Operação de Sapé, que culminou com indiciamentos e condenações de secretários municipais, empresários, advogados e vereadores.

Em 2011, assumiu a Delegacia de Repressão a Entorpecentes e desenvolveu dezenas de operações policiais, atuando no controle da violência desordenada de bairros da Capital, através da Operação Fireware (controlando ataques incendiários a ônibus na região metropolitana); Operação Narcóticos (responsabilizando traficantes líderes de facções paraibanas); Operação Seals (responsabilizando traficantes e líderes regionais de uma facção nacional).

Em 2015, assumiu o Grupo de Operações Especiais (GOE), sendo responsável por conduzir investigações especiais exclusivamente requisitadas pelo Secretário de Segurança e pelo Delegado Geral de Polícia Civil. No mês de abril de 2018, foi convocado para dar início a instalação e funcionamento da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deccor). A Deccor iniciou seus trabalhos em junho de 2018, na Central de Polícia Civil, com o foco no combate à corrupção, lavagem de dinheiro e desvios de recursos públicos.

Também participaram da Sessão Solene o deputado estadual Edmilson Soares; o delegado da Polícia Civil, Walber Virgulino; o delegado geral da Polícia Civil da Paraíba, João Alves de Albuquerque; a juíza do município de Bayeux, Conceição Marsicano de Brito Cordeiro; o vereador do município de Santa Rita, Sebastião do Sindicato; o presidente da Associação de Defesa das Prerrogativas do Delegados de Polícia da Paraíba (Adepdel), Steferson Nogueira; a promotora de Justiça, Artemísia Leal Silva; o coronel Costa, da Polícia Militar da Paraíba; e o delegado da Polícia Civil, Isaias Gualberto.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Send this to a friend