O blog do jornalista Pettronio Torres traz, nesta quarta-feira (3), novas revelações sobre o andamento das investigações da Operação Cartola, que foi desencadeada no início de 2018 pela Polícia Civil para apurar denúncias de manipulação de resultados de jogos do Campeonato Paraibano de Futebol.

Clique aqui ou leia abaixo as novas revelações feitas pelo blog do Pettronio Torres:

Cartola: Ausência de acusação faz MP abrir e encerrar segunda audiência. Nada de provas

A semana que passou iria acontecer mais uma audiência, a segunda, da fase de depoimentos na Justiça paraibana da Operação Cartola.  A ausência de testemunhas levou o Ministério Público da Paraíba (MPPB) a abrir e, de imediato, encerrar mais uma sessão de acusações dos denunciados de manipularem resultados do Campeonato Paraibano de Futebol. E outra vez, quem esperava uma enxurrada de denuncias e provas contra a ‘cartolagem’ acusada, se decepcionou.

A princípio, uma nova audiência deverá ser marcada pelo Ministério Público em nova data para que se possa ouvir as testemunhas que não compareceram ao Fórum Criminal, no último dia 26.

A próxima audiência está confirmada para semana que vem, no dia 10. No entanto, desta vez, com as testemunhas de defesa dos acusados de manipulação dos resultados. Existe, inclusive, a expectativa para a dispensa destas testemunhas de defesa, conforme antecipou Aécio Farias, um dos advogados de defesa de parte dos acusados da Operação Cartola.  “Até agora, não ouvi nada comprometedor contra os acusados”, reafirmou o jurista.

Primeira audiência

Na primeira audiência da Operação Cartola, em maio passado, na Justiça paraibana, nenhuma das testemunhas de acusação apresentou provas nem disse ter presenciado compra de resultados de partidas, compra de árbitros ou assistentes para manipular resultados dos jogos. À época, apenas quatro, no total de 12, depuseram e os outros oito foram dispensados pelo Ministério Público, devido à repetitividade dos depoimentos.

Áudios

Em relação aos áudios coletados pela Polícia Civil, os advogados das partes acusadas ainda continuam sem acesso aos documentos “de forma estranha”, confirmaram ao blog.

Mas afinal de contas, onde estão às provas contra os cartolas do futebol paraibano, que estão afastados dos estádios.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Send this to a friend