O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) afirmou hoje que vai “denunciar e revogar” o Pacto Global pela Migração, assinado na semana passada pelo atual ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes. Na ocasião, Bolsonaro já havia criticado a iniciativa, mas não havia dito que retiraria o Brasil do acordo internacional.

“Infelizmente, o Brasil, com o atual ministro de Relações Exteriores, assinou o pacto. (…)Tem de ter critério rigoroso para entrar no Brasil. Vamos denunciar e revogar esse pacto pela migração”, afirmou.

Bolsonaro citou a França como exemplo de país que estaria sofrendo com a entrada de imigrantes. “Acho que todos estão vendo o que está havendo na França. Está insuportável viver em alguns locais. Os que foram pra lá,  o povo francês acolheu, mas essa gente não abandona suas raízes, seus direitos lá de trás e seus privilégios. A França está sofrendo”, resumiu. “Nós não queremos isso para o Brasil”, afirmou, acrescentando não ser “contra migrantes”.

O presidente eleito não disse, no caso da França, a qual grupo étnico ou religioso se referia. O território francês recebe há décadas populações muçulmanas, originárias inclusive das ex-colônias francesas no norte da África.

Leave a Reply

Your email address will not be published.