Buscando ampliar a assistência prestada aos usuários portadores de deficiência da rede municipal de saúde, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) inaugurou há um ano o Centro de Reabilitação e Cuidados da Pessoa com Deficiência (CRCPD), um serviço especializado na assistência integral à saúde das pessoas portadoras de deficiências do tipo física, intelectual e ostomizados de todas as faixas etárias.

O Centro funciona dentro da Policlínica Municipal de Jaguaribe e, desde a inauguração já realizou mais de 20 mil atendimentos, ofertando diversos serviços especializados a pessoas portadores de deficiência por demanda espontânea e fornecendo desde a distribuição de insumos a atendimento multidisciplinares.

Uma das beneficiadas pelo serviço é Flavia Carvalho, mãe dos gêmeos José Ivan e Maurílio, de 4 anos, diagnosticados com autismo. De acordo com ela, foi no Centro onde encontrou o acolhimento que os filhos e ela precisavam. Hoje, os gêmeos são atendidos duas vezes por semana e são acompanhados por psicólogo, fonoaudióloga e educador físico.

“Eu vinha numa luta há mais de um ano buscando atendimento para os meus filhos, um dia encontrei o Centro ao acaso, estava desacreditada, mas eu fui acolhida de uma forma tão bonita, que eu nunca imaginei principalmente por ser um serviço público. Na época meus filhos não tinham o diagnóstico do autismo ainda, não respondia a estimulo nenhum, não falavam nem nada, em seis meses de tratamento eles desenvolveram muito bem, hoje já falam, atendem aos comandos e isso é incrível”, conta a mãe dos gêmeos Ivan e Maurílio, Flavia Carvalho.

Os usuários do Centro de Reabilitação e Cuidados da Pessoa com Deficiência são acompanhados por uma equipe médica e multidisciplinar formada por ortopedista, cirurgião geral, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, fonoaudiólogo, equipe de enfermagem e farmacêutica, assistente social e educador físico.

Atualmente, 722 pacientes estão cadastrados nos serviços do Centro de Reabilitação, desses, 563 estão em atendimento. São 432 pacientes ostomizados, da Capital e municípios pactuados, que recebem insumos e medicamentos no serviço, 98 deficientes cadastrados que recebem insumos e 190 pacientes que recebem atendimento médico e multidisciplinar.

“Aqui esse público, juntamente com seus familiares e cuidadores, são acolhidos, ouvidos, orientados, atendidos de acordo com a sua necessidade, com o objetivo final de proporcionar um bem estar biopsicossocial e melhorar cada vez mais sua qualidade de vida”, conta a diretora do Centro, Mariana Pessoa.

Serviços – No CRCPD o usuário tem acesso ao Setor de Órtese e Prótese do município de João Pessoa; Farmácia para dispensação de insumos para pessoas portadoras de deficiência e ostomizados: medicamentos e materiais médicos hospitalares; Espaço de Reabilitação com equipe multidisciplinar: Fisioterapia, psicologia, terapia ocupacional, fonoaudiologia, educação física; Serviço especializado de assistência aos ostomizados para os munícipes de João Pessoa e municípios pactuados: atendimento médico com cirurgião geral e equipe de enfermagem; Serviço Social; Atendimento médico especializado com ortopedista; Exames de Raios-X.

“Os atendimentos são individuais, coletivo e interdisciplinar, dependendo da necessidade do usuário. Além disso, os atendimentos se estendem aos cuidadores e/ou familiares dos usuários, promovendo uma assistência a essas casas e famílias que muitas vezes também precisam de cuidados”, comenta a diretora do Centro, Mariana Pessoa.

Para ser atendido pelos serviços de reabilitação do Centro, é necessário que usuário seja munícipe de João Pessoa. Já os serviços do setor de órtese e prótese e a assistência e dispensação de insumos aos usuários ostomizados atende os munícipes de João Pessoa e se expande para os municípios pactuados.

A Diretora do Centro de Reabilitação e Cuidados da Pessoa com Deficiência, Mariana Pessoa, explica que no CRCPD os usuários encontram uma rede de serviços amplos e diversificados de reabilitação integrada, articulada e efetiva nos diferentes pontos de atenção para atender às pessoas com demandas decorrentes de deficiência.

“O CRCPD centraliza a assistência a pessoa portadora de deficiência, tornando essa assistência integral à saúde e de fácil acesso, não necessitando que este usuário caminhe pela rede, ou permaneça à espera da regulação na tentativa de recebimento de insumos e marcação de consultas”, explica Mariana Pessoa.

No CRCPD a demanda é espontânea, necessitando que os usuários apresentem apenas cópia de documentos pessoais e laudo que comprove a deficiência para abertura do cadastrado. Para o recebimento de insumos e medicamentos, é necessária a apresentação de receitas.

O atendimento no serviço acontece de segunda a sexta-feira, das 07h às 17h, e os atendimentos especializados acontecem das 7h às 11h e das 13h às 17h.

Leave a Reply

Your email address will not be published.