Bruno Cunha Lima, candidato a deputada federal, segue faturando em cima de uma decisão tomada de devolver dinheiro do fundo partidário. Até registro em cartório para exibir como troféu.

“Recusar dinheiro público para minha eleição é uma decisão que passa por dois aspectos que procuro manter na minha vida: consciência e coerência”, sustentou.

A campanha do seu grupo político, porém, pede a presença do candidato nos atos eleitorais. O blog registra que ele tem comparecido muito pouco, e não é por falta de dinheiro.

Em tempo, já cria um fato para a sua campanha de 2020 a sucessão de Romero Rodrigues, em Campina Grande.

Leave a Reply

Your email address will not be published.