A decisão do DEM está tomada e o secretário de Estado do Governo (antiga Casa Civil), Efraim Morais, vai deixar o cargo em abril, respeitando o prazo de desincompatibilização exigido pela Justiça Eleitoral para quem disputar um cargo nas eleições deste ano. A informação foi confirmada pelo deputado federal Efraim Filho (DEM), em entrevista concedida a um programa de rádio nesta segunda-feira (22).

Efraim Filho afirmou que a tendência do DEM é manter a aliança com o PSB e defendeu a presença do partido na chapa majoritária. “Efraim Morais deve se desincompatibilizar em abril para estar apto a compor chapa, especialmente majoritária. Acredito que o DEM tem envergadura política e capilaridade para ocupar espaço na chapa, seja na vice-governadoria, seja numa das vagas para o Senado. São conversas plurais, junto com os partidos que compõem o arco de aliança”, disse.

O parlamentar, contudo, não descartou a possibilidade de o DEM indicar outros nomes, mas afirmou que a decisão de desincompatibilização de Efraim, pai, está tomada. “Temos outros nomes, como Raoni Mendes, um nome jovem, ligado a uma ala conservadora, a igreja; Efraim Filho e nomes que podem vir. Temos tido diálogos como o deputado Veneziano (…) É uma construção a ser feita num cenário instável de poucas decisões e muita especulação”, comentou.

 

 

 

Blog do Gordinho

Leave a Reply

Your email address will not be published.