Há 40 anos, a descoberta de uma vocação. Um dom voltado para o bem-estar social. O trabalho incessante para implantação de políticas públicas essenciais para o desenvolvimento das mais diversas áreas. Esta é a trajetória de vida do pré-candidato a governador da Paraíba, João Azevêdo, apresentada para a população do Cariri, durante o Encontro Regional do PSB, em Sumé, na noite desta sexta-feira (27). E com a força do povo, que lotou a Bella Casa Recepções e Eventos, e de todo uma vida, o socialista fez questão de destacar: meu nome é João. Ao lado dele, também participaram do evento o pré-candidato a senador Veneziano Vital Rêgo (PSB) e o governador Ricardo Coutinho (PSB).

“Foi exatamente há 40 anos que descobri a minha vocação. Eu descobri que a melhor coisa que eu poderia fazer na minha vida era dirigi-la e entregar todo o meu esforço, trabalho e suor para ser servidor público. Servir ao público no sentido de ser fantástica a sensação de quem sonha, de quem projeta, quem realiza e depois vê a população usufruir daquilo que foi projetado. Esse prazer, só quem sabe é só quem tem experiência na gestão pública. Essa é a melhor forma de fazer política”, relatou.

João lembrou que faz parte de um projeto que revolucionou a forma de se fazer gestão pública na Paraíba, a partir de janeiro 2011. A revolução promovida pelo PSB, com a liderança do governador Ricardo Coutinho (PSB), estimula o pré-candidato socialista a trabalhar para superar o desafio que lhe foi dado.

“Nós sabemos claramente que dar continuidade a este projeto, em que a gente possa desenvolver cada vez mais a Paraíba, é um grande desafio, assim como é um grande desafio para Veneziano estar na condição de pré-candidato a senador de Ricardo. Mas imagina ter que substituir o maior governador que a Paraíba já teve? Essa é a grande questão. Eu fico sempre a pensar. Afinal de contas, por que meu nome foi colocado? Por que eu fui convocado para isso? Fui convocado porque esse não é um projeto pessoal. Fui convocado por um grupo de pessoas e partidos para esta missão, por que entendem que eu tenho a condição de dar continuidade a este projeto”, argumentou.

O socialista também destacou as quatro décadas de trabalho incessante no serviço público. “Quando, a partir de 2005, Ricardo entregou 8 mil casas pela Prefeitura de João Pessoa, 75 praças naquela cidade, construiu 12 campos de futebol, conseguiu realizar cozinhas comunitárias, 14 USFs e 35 ginásios, eu estava lá, junto com Ricardo. E viemos para o Governo do Estado fazendo da mesma forma. Implantamos Centro de Convenções, 20 mil unidades habitacionais, mais de 2,6 mil quilômetros de estradas, mais de 1,5 mil quilômetros de adutoras. Eu não digo isso por vaidade. Agradeço a Deus todos os dias pela sorte de ter tido a oportunidade de poder conceber todas essas coisas. Isso para mim, com certeza, é a coisa mais importante da minha vida”, explicou.

Para João, transformar a Paraíba, implantar políticas públicas inexistentes e investir em regiões que antes eram negligenciados, como o Cariri, foi um sonho que se tornou real e já faz parte do cotidiano do povo paraibano.

Ricardo Coutinho

Ao discursar, o governador Ricardo Coutinho agradeceu ao povo do Cariri pela oportunidade de implementar um plano que projeta o desenvolvimento econômico e social da região. “Eu só tenho a agradecer ao Cariri por me ensinar que a Paraíba poderia ser cada vez mais democrática. E para que o nosso Estado fosse mais democrático e justo, tinha que oferecer oportunidades iguais às regiões diferentes. Agradeço por me levar a investir na região, como essa aqui, muito mais proporcionalmente do que investimos em qualquer outra região. Por olhar hoje o Cariri e perceber como ele criou asas para poder fazer grandes voos”, afirmou.

“Não é do passado, falo do presente, mas que também é futuro. João e Veneziano são o futuro. São esses companheiros que manterão o desenvolvimento do nosso Estado. Quando não se leva para casa e quando se percebe os propósitos, dá pra fazer muita coisa. Jamais a Paraíba vai ou deve permitir que se volte a uma época em que se dizia que iria fazer muita coisa e não se fazia absolutamente nada. Jamais nós podemos admitir que o Cariri e o Curimataú passem quatro anos sem ter praticamente nada. Essa é uma conquista de vocês, que precisa ser defendida agora com João e Veneziano”, completou o governador.

Lideranças

Os prefeitos de Sumé, Edén Duarte (PSB); de Serra Branca, Souzinha (PDT); de São Sebastião do Umbuzeiro, Adriano Wolff (DEM); de São João do Tigre, Célio Barbosa (PSB); do Congo Júnior Quirino (PDT); de Coxixola, Givaldo Limeira (DEM); de São José do Cordeiro, Jeferson Roberto (PSB); e de Caraúbas, Silvano Dudu (PSB) participaram do encontro regional de lideranças do Cariri. Além deles, A presidenteex-prefeitos, lideranças de oposições e vereadores da região prestigiaram o evento.

O prefeito de Sumé afirmou que João Azevêdo conhece a realidade dos municípios como ninguém, por isso, vai saber dar continuidade ao modelo administrativo que vem mudando a Paraíba. “O que não se pode é querer fazer estágio em um cargo tão complexo que é o governador do Estado. Ou você sabe fazer ou não sabe”, disparou.

De acordo com Eder Duarte, o povo do Cariri sabe a importância das obras realizadas pela gestão do governador Ricardo Coutinho. “E é exatamente por isso que nós prefeitos estamos unidos em apoio a João Azevêdo e a Veneziano Vital, para ajudar mais a Paraíba com recursos e uma posição altiva no Senado Federal.  Vamos lutar não por um projeto apenas de Ricardo,  mas por um projeto de todos os paraibanos e todos os caririzeiros”, pontuou.

Leave a Reply

Your email address will not be published.