A Escola do Legislativo Professor Celso Furtado da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) recebeu 20 alunos da Maple Bear Canadian School, unidade do bairro do Bessa. Os estudantes do sexto ano do ensino fundamental II participaram, na manhã desta quarta-feira (15), do projeto ‘Escola na Câmara’, que retomou suas atividades neste segundo semestre. O intuito é que os jovens visitem o Legislativo, aprendendo a respeito de como a Casa funciona e como é o cotidiano dos setores, além do trabalho dos vereadores da Capital.

A partir de agora, cada instituição educacional que participar do ‘Escola na Câmara’ vai ganhar quatro exemplares da obra “Constituição em Miúdos”. Ela trata da Constituição em uma linguagem infantojuvenil, é um lançamento atual, de 2018, e já está em sua segunda edição. A produção é da Associação Brasileira de Escolas do Legislativo (Abel), mais precisamente da Escola do Legislativo de Pouso Alegre (MG).

“Esse ‘presente’ servirá para dar mais respaldo a essas escolas no que possibilita continuarem trabalhando não só nossa Constituição, mas o estado democrático de direito com seus estudantes”, comentou o presidente da Escola do Legislativo da CMJP, Paudo Eduardo de Sá. Segundo ele, já há cinco escolas inscritas para as próximas visitas e as datas para cada uma serão divulgadas em breve.

Crianças experienciam o aprendizado cidadão

Letícia Wolmer, de 11 anos, disse que não sabia da maioria dos detalhes que aprendeu sobre a Câmara. “Foi novidade saber que os 27 vereadores de João Pessoa dividem entre si 1,2% do orçamento da cidade, dinheiro que destinam para obras e ações que beneficiem a população, a partir da Emenda Cidadã”, revelou a estudante.

Sessão Ordinária 15-08-2018 Olenildo 035
Alunos da Escola Maple Bear Canadian School nas galerias da CMJP

Para Marcela Neiva, de 12 anos, foi interessante sair de dentro da sala de aula e aprender de forma diferente, passeando pelos setores da Câmara. “Aprendi sobre a divisão dos três Poderes: o Executivo, o Judiciário e que a Câmara é o Legislativo”, elencou a menina. Ao ser indagada sobre quais melhorias para a cidade ela pediria aos vereadores, ela citou mais educação e saúde. “Acho que não só para a minha rua, meu bairro ou para João Pessoa. Mas para todas as cidades do Brasil”, enfatizou Marcela Neiva.

Trabalho mescla debate com patrimônio histórico e aniversário de JP

“Estávamos em reunião, com professores de outras disciplinas, que estavam trabalhando o patrimônio histórico, as paisagens, o aniversário da cidade e eu com o gênero debate. Tivemos a ideia de procurar a Câmara para apresentar a esfera legislativa e política da Capital aos nossos alunos, dialogando com esses conteúdos, e pra nossa surpresa, já havia um projeto na Casa que atendia a nossa proposta”, contou a professora de Língua Portuguesa, Laiana Rosendo.

A ideia da educadora e seus colegas de trabalho era que os alunos refletissem sobre a importância do debate, do ouvir a opinião do outro e como, concordando ou discordando, expôr as suas ideias com um propósito comunicativo. “Fico muito feliz quando eles participam. Eles puderam questionar, durante as explanações a respeito da Câmara. Isso mostra que estão interessados, aprendendo e que nosso encontro foi produtivo”, avaliou a professora de Português.

Leave a Reply

Your email address will not be published.