O diretório estadual do Partido Avante oficializou nesta sexta-feira (24) a expulsão sumária do deputado Inácio Falcão dos seus quadros. A decisão se deu após o Conselho de Ética do Avante se reunir e recomendar à direção que Inácio fosse expulso do partido por agir em desacordo com as regras estatutárias e por infidelidade partidária. A recomendação foi analisada por 18 dos 20 membros da direção que tem direito a voto no Estado da Paraíba, que reunidos hoje decidiram por unanimidade pela expulsão.

Todo processo durou quase dois meses, ofertando amplo direito de defesa ao deputado Inácio Falcão e todos os procedimentos foram acompanhados e chancelados pela direção nacional da sigla.

Antes de decidir pela expulsão, o partido liberou o parlamentar para que ele [Inácio Falcão] ficasse a vontade para buscar outro partido, mas, ele preferiu enfrentar o conselho de ética e aguardar a decisão do diretório.

Ao final do processo, restou consubstanciado de toda instrução processual, que o representado praticou significativos atos de infidelidade partidária nas Eleições Municipais de 2016, conforme analisado. Sendo, também, fato inconteste a situação do representado de grande inadimplência financeira perante o partido, a qual totaliza 23 (vinte e três) parcelas de contribuições partidárias em atraso.

Alguns dos nomes presentes na reunião e que votaram pela expulsão foram: os vereadores Chico do Sindicato e Humberto Pontes (João Pessoa), vereador Koloral Júnior da cidade de Sousa, vereador Joelson Pontes (Pitimbu), Bastinho Donato, (Presidente da Câmara de Junco do Seridó), o suplente de senador Tavinho Santos, vereador Janduí Ferreira (Campina Grande).

 

BLOG ANDERSON SOARES

Leave a Reply

Your email address will not be published.