A Polícia Militar encerra, nesta quinta-feira (30), as inscrições para o Curso de Formação de Oficiais (CFO) 2019. São oferecidas 30 vagas e os aprovados já começam a receber uma remuneração de mais de R$ 2,5 mil logo no primeiro ano de curso. O concurso é para nível médio e, entre outros requisitos, estão ter feito a inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), ter entre 18 e 32 anos até 31 de dezembro do próximo ano e possuir altura mínima de 1,65 m, no caso dos homens, e 1,60 se for do sexo feminino.

Para concorrer, basta entrar no site da corporação (www.pm.pb.gov.br), preencher a inscrição, retirar a guia de pagamento, que custa R$ 50, e pagar em qualquer agência do Banco do Brasil ou da rede Pagfácil. A primeira fase do concurso é a prova do Enem e será realizada nos dias 4 e 11 de novembro.

Para o cadete do 1º ano, Arthur Roberto Dias Pereira, que terminou na primeira colocação do último CFO, com 766,96 pontos no Enem, ter passado no concurso foi a realização de um sonho. “Eu já tinha o sonho de entrar na Polícia Militar e me esforcei bastante para conquistar a vaga. É uma carreira bastante promissora e vale a pena todo o esforço. A experiência que passo para esta reta final, já que estamos a pouco mais de dois meses até o Enem, é para o candidato ter um foco especial em Matemática e na Redação, que são as matérias que diferenciam na pontuação do concurso, sem esquecer, é claro, de ter um equilíbrio de estudo com as outras matérias. Vale lembrar que é um concurso composto de várias etapas, então é muito importante aliar a preparação intelectual com a física desde agora”, destacou.

Após o resultado do Enem, a PM convoca os candidatos em até cinco vezes o número de vagas para fazer as etapas seguintes: exame psicotécnico, de saúde e de aptidão física. Os aprovados em todas as fases e que estiverem dentro do número de vagas, ainda passam por uma avaliação social, que vai indicar a compatibilidade da conduta do candidato para o cargo.

Quem ingressa na Polícia Militar pelo CFO tem uma formação de três anos letivos, onde recebem, já durante o curso, uma remuneração entre R$ 2.647,93 e R$ 3.320,50. Ao final, ele é declarado aspirante-a-oficial, passando a ganhar R$ 5.423,02, e depois de oito meses em média é promovido a 2º tenente, quando passa a receber R$ 6.715.70 por mês, conforme valores atuais. O oficial é responsável ao longo da carreira, de acordo com o posto, pelo comando de pelotão, coordenação de policiamento ostensivo, reservado e velado, assessoria ao comando, gerenciamento de recursos humanos e logísticos, bem como pelo planejamento das ações e operações.

Leave a Reply

Your email address will not be published.