A ministra do Superior Tribunal de Justiça, Laurita Vaz, concedeu na manhã desta sexta-feira (21), habeas corpus ao ex-procurador geral do Estado Gilberto Carneiro, Os advogados de Gilberto pediram que a decisão que manteve o ex-governador em liberdade fosse estendida ao ex-procurador. Com a decisão, Gilberto Carneiro deve deixar o presídio de Segurança Média, em Mangabeira, nas próximas horas.

A ministra, no entanto, impôs medidas cautelares determinadas em substituição às prisões preventivas, como o comparecimento periódico em juízo; proibição de manter contato com os demais investigados (com exceção, no caso de Ricardo Coutinho, de seu irmão Coriolano Coutinho); proibição de ausentar-se da comarca domiciliar sem autorização do juízo; e afastamento da atividade econômica que tenha relação com os fatos apurados (medida voltada para os empresários investigados na operação).

Gilberto Carneiro foi preso na 7ª fase da Operação Calvário (Juízo Final) , em 17 de dezembro de 2019,  acusado de integrar uma organização criminosa que desviou mais de R$ 134 milhões da Saúde e da Educação.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Send this to a friend