Oferecer uma saúde cada vez mais qualificada, alcançando a excelência nos serviços prestados. Este é o propósito da atual administração alhandrense que, desde o início do mandato do Prefeito Renato Mendes (DEM), não tem medido esforços para ampliar e humanizar os serviços de atendimento, bem como garantir estrutura física moderna, confortável e completa em equipamentos nas unidades de saúde municipais.

Nesta semana, em comemoração ao aniversário de 60 anos da cidade, a Prefeitura de Alhandra iniciou a reforma e ampliação do Hospital Municipal Alfredo de Almeida Ferreira, visando ofertar ambientes mais apropriados e confortáveis e também atender orientações da Agevisa que notificou a Prefeitura nos anos de 2016 e 2017, mas a gestão anterior não realizou as obras necessárias para o bom funcionamento do Hospital. Na atual gestão, todas as indicações da Agevisa serão atendidas no intuito de estruturar o local para a implantação do Centro Cirúrgico de Alhandra.

De acordo com a secretária de Saúde, Albarina Kelly, mesmo com a reforma em andamento, os atendimentos aos munícipes continuam normalmente no local em uma estrutura física menor.

“Pedimos a compreensão da população no tocante ao atendimento que estamos realizando de forma improvisada, nós nos reorganizamos temporariamente para que os serviços do Hospital não sejam completamente paralisados durante a reforma. Essa situação é passageira e estamos seguindo as normativas da Agevisa, adequando o hospital de acordo com as orientações para que em breve possamos prestar o melhor serviço à nossa população alhandrense. Porém, nossas equipes estão de plantão atendendo normalmente, nunca deixamos de atender”, disse Albarina.

A secretária destacou ainda que com a reforma, além de ampliar os serviços oferecidos, também será proporcionado mais qualidade às condições de trabalho dos profissionais da Casa e à permanência do paciente internado no hospital.

Mantido pelo município, o Hospital de Alhandra realiza atendimentos a moradores de toda região e é considerado um dos melhores do Litoral Sul. As obras de reforma na estrutura iniciaram pelos leitos, lavanderia, cozinha, onde já estão sendo executados serviços de substituição total do encanamento de esgoto, colocação de novo revestimento das paredes e do piso; troca da fiação elétrica, forros; nova pintura, entre outros serviços.

A reforma da unidade de saúde permitirá ainda reativação de mais leitos de clínica médica, setor que já está recebendo serviços de reestruturação. Vai garantir também a ampliação do número de pacientes atendidos por mês no hospital, além de ofertar outros leitos na sala de urgência.

O prefeito de Alhandra, Renato Mendes, salienta que o alto investimento na melhoria das estruturas das unidades de saúde vem para atender uma das principais metas da gestão.

“Além de colocar em dia os procedimentos represados, abrir a farmácia popular, reativar o Samu, inaugurar PSFs, qualificar e ampliar o número de atendimentos, vamos deixar um legado para Alhandra com estas obras. As reformas e ampliações dessas unidades vêm para melhorar a vida de milhares de alhandrenses que necessitam da atenção básica da saúde. Em relação as obras do hospital, estamos seguindo as orientações da Agevisa que notificou a gestão passada para realizar as reformas necessárias que nunca foram feitas. Essa responsabilidade foi  herdada por nossa gestão e estamos cumprido com o dever de manter as condições necessárias de funcionamento e assim, buscar a implantação do Centro Cirúrgico”, afirmou.

Saúde como Prioridade na Gestão

A atenção com a qualidade da saúde pública de Alhandra tem passado por diversas transformações desde o início de 2017. O cenário de anos passados era de profunda preocupação. Existiam estruturas sucateadas nas unidades de saúde.

Para transformar estas, e outras dificuldades, a Prefeitura, através da Secretaria de Saúde fez um esforço, zerando a fila de procedimentos, reabrindo PSFs e ampliou serviços e ações na área de saúde. Estas iniciativas contribuíram com a significativa melhora na qualidade dos serviços em saúde. Mas ainda há muito o que fazer e, por isso, o Executivo Municipal segue atento às dificuldades da operacionalização das unidades de saúde.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Send this to a friend