O tema principal do pronunciamento da vereadora Raíssa Lacerda (PSD), na tribuna da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), na sessão ordinária desta terça-feira (29), foi a cobrança da tarifa de energia elétrica realizada por média pela Energisa. A parlamentar ainda afirmou que a empresa está praticando o ‘fio preto’ em outros estados, prática que, segundo ela, consiste na implantação, por funcionários da empresa, de um fio de cor preta para desvio de energia, no momento da troca dos medidores analógicos por digitais.

“Estive em diversos eventos, em diferentes bairros da nossa cidade, neste final de semana. Muitos moradores dessas localidades vieram reclamar que suas contas de energia elétrica estão vindo com tarifas aferidas pela média. Segundo muitos desses consumidores, mesmo quando eles fecham suas casas para irem ao interior ou a qualquer outro lugar, suas contas de energia não diminuem. Se os moradores passam um mês fora, é lógico que a conta deveria diminuir, já que a casa fica fechada”, arguiu a vereadora.

Raíssa Lacerda também disse que foi informada de que a Energisa está praticando o ‘fio preto’, em outros estados. De acordo com a vereadora, os moradores estão observando aumento na conta de energia após a troca dos medidores analógicos de suas residências. “Aqui em nossa cidade aconteceu essa prática, que eu divulguei depois de uma denúncia de um dos funcionários da Energisa. Aqui, mais de 536 pessoas foram indenizadas depois dessa denúncia. Agora, está acontecendo em outros estados. Chamo a atenção da empresa, tanto para a prática do ‘fio preto’, como para a conta pela média, que está acontecendo em nossa cidade”, finalizou.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Send this to a friend