O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), anunciou em carta aberta ao Centrão nesta quinta-feira (26) que ‘arquivou’ a pré-candidatura à Presidência da República em prol do apoio ao nome de Geraldo Alckmin. O comunicado foi lido pelo presidente do partido, ACM Neto, no encontro em que o grupo oficializa a aliança com o tucano. O evento ocorre em Brasília na manhã desta quinta.

“Arquivo momentaneamente a pretensão presidencial para marcharmos juntos em 2018 em um projeto que estamos construindo em torno de Geraldo Alckmin”, escreveu Maia, que não compareceu ao evento por estar em viagem fora do país.

Em seguida, o deputado afirma que mira a Câmara dos Deputados “Serei candidato a deputado federal pelo Rio de Janeiro e mais uma vez empenharei o novo mandato que espero ter a honra de conquistar”, afirmou.

Maia afirmou ainda que o Centrão representa um reforço da democracia. “É centro por que é o ambiente em que as pessoas não abrem mão de seus princípios nem de duas ideias. É o ambiente em que políticos De todas as matrizes do país podem sentar e dialogar e construir consensos. Se o consenso não for possível, para o centro convergem as maiorias, para que ninguém se apequene”, escreveu.

Apoio

O DEM é o primeiro partido do Centrão a oficializar a desistência da candidatura em torno do nome de Alckmin. O Solidariedade, por exemplo, ainda tem Aldo Rebelo como pré-candidato, embora já trabelhe para que ele seja vice de Alckmin. Na disputa também está Rodrigo Maia. O PRB ainda tenta emplacar o nome do empresário Flávio Rocha ao lado de Alckmin.

A busca nas conversas dos partidos é por um nome que equilibre a chapa do tucano, puxando apoio de centro-esquerda. Aldo Rebelo foi filiado ao PCdoB por 40 anos.  Apesar de o nome de Aldo estar crescendo entre os cotados para a vaga, ainda há movimentos para que Josué Gomes, filho de José Alencar, que foi vice de Luiz Inácio Lula da Silva, acate a indicação do Centrão para ser vice do tucano.

 

 

Destak

Leave a Reply

Your email address will not be published.