Os casos de furtos de cones usados na sinalização do trânsito em João Pessoa são mais comum do que se imagina. De acordo com um levantamento realizado pela Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-JP) e divulgado nesta quinta-feira (3), em média, 500 cones emborrachados são furtados por ano na Capital.

A situação é alarmante e preocupa o órgão de trânsito, pois as ocorrências representam danos significativos ao patrimônio público de até R$ 32 mil, além de por em risco a vida das pessoas. “Os cones são dispositivos que podem auxiliar na redução de velocidade, canalizações de tráfego e bloqueios viários. Eles orientam a população sobre a conduta a ser seguida nas vias e, a ausência deles, pode provocar acidentes e vítimas”, ressalta Wallace Massini, superintendente adjunto da Semob-JP.

Geralmente, os furtos ocorrem de forma rápida, por isso dificilmente os criminosos são flagrados. Mas, na semana passada, um destes episódios foi registrado na Av. Mato Grosso (Bairro dos Estados). Na ocasião, um homem colocou um tonel sinalizador – que custa R$ 216 – na mala do carro e saiu com o equipamento. Após a repercussão, ele foi à sede da Semob-JP tentar reparar o dano, no entanto, o caso já foi encaminhado às autoridades policiais.

Crime – O furto de cones enquadra-se no Art. 155 do Código Penal – Subtrair, para si ou para outrem, coisa alheia móvel, a pena prevista é de reclusão, de um a quatro anos, e multa.

Leave a Reply

Your email address will not be published.