A Assembleia Legislativa da Paraíba vai retornar às atividades no prédio sede, reformado, no segundo semestre deste ano. Orçadas em R$ 1,9 milhão, as obras tiveram início no começo do ano e os trabalhos do legislativo estadual estão sendo realizados no plenário da Câmara Municipal de João Pessoa. Ontem, o presidente do Legislativo Estadual, Gervásio Maia (PSB), fez uma vistoria no prédio sede para verificar o andamento da reforma e garantiu o retorno, logo após o recesso parlamentar.

De acordo com o presidente, as atividades da Casa voltam a acontecer normalmente após no mês de julho. “Os funcionários e deputados já voltam a trabalhar normalmente na sede reformada. No dia 20 de junho nós encerraremos as atividades. Serão 30 dias de recesso e no retorno, a Assembleia já estará funcionando plenamente no prédio”, confirmou Gervásio Maia.

Além do plenário, a Assembleia Legislativa também está ganhando um novo Centro de Saúde. São quatro pavimentos próprios com consultórios médicos, odontológicos e psicológicos. “Os quatro andares já estão sendo concluídos melhorando os serviços prestados aos servidores, e que ainda vão gerar economia com os aluguéis”, explicou. Também está sendo construído um edifício garagem, que deve resolver o problema da falta de vagas para estacionar, informa reportagem do Correio da Paraíba.

O presidente acrescentou que as obras comprovaram que não havia necessidade de retirar o Legislativo da Praça dos Três Poderes. “Essa reforma comprovou que nós realmente temos espaço na Casa para permanecer trabalhando aqui. Está tudo amplo e com muita acessibilidade, um sistema moderno de combate e prevenção ao fogo. Vamos ter uma grande economia de energia e um prédio moderno. Creio que sepultamos a retirada da Casa para outro lugar”, disse.

Espaços com acessibilidade

Devido a complexidade das obras, as sessões da Assembleia vêm acontecendo no plenário da Câmara Municipal da Capital. O comitê de imprensa está mais amplo, o mini plenário e o auditório também sofreram intervenções. As galerias permanecem no mesmo lugar, só que se tornaram mais acessíveis. A falta de acessibilidade, aliás, foi um dos inúmeros problemas encontrados na execução do novo projeto, e que estão sendo solucionados, de acordo com Gervásio Maia.

“Estamos todos muito empenhados para a conclusão dessas obras que vão transformar toda a dinâmica dos trabalhos parlamentares e dos funcionários. Portanto, tenho acompanhado o andamento dos trabalhos, solicitando alguns ajustes em partes como a de acessibilidade e manutenção para proporcionar um ambiente agradável a toda população. Estamos com o serviço sob controle e certo de que logo estaremos exercendo nossas funções no prédio sede da Casa”, disse o presidente.

 

Assessoria

Leave a Reply

Your email address will not be published.