O vereador Carlão visitou, na noite desta sexta-feira (4), a exposição “Sui Generis”, a qual foi chamada de desrespeitosa e, inclusive, com uma das obras sendo denominada de “agressão em forma de arte” pelo vereador. A exposição estreou no último dia 3, na Usina Cultural Energisa.

Ao se mostrar ofendido pela exposição e, principalmente, por um quadro em que mostra um corpo nú que traz nas nádegas a hóstia sagrada, Carlão conversou com os visitantes e, após manifestação das lideranças da Arquidiocese, a obra foi retirada e a faixa etária da exposição mudada para maiores de 18 anos.

Carlão explicou como tudo aconteceu em suas redes sociais e chamou um dos artistas responsável pela exposição de esquizofrênico e anti cristão, confira a legenda

“Hoje fui até a Usina Cultural Energisa para ver no local a profanação e o desrespeito a nossa fé Católica. Perguntei como era a seleção da apresentação das obras e se existia faixa etária para a visitação. Foi dito que essa análise era feita pelo professor ou responsável do grupo. Me insurgi contrário a esta forma desrespeitosa e inadequada pois deixava a visita de crianças sob análise subjetiva do adulto. Digamos que esse adulto tivesse poucos critérios morais, se a criança poderia ou não ter acesso a exposição. Conversei com varias pessoas da Usina Cultural Energisa e após a manifestação dos fiéis, consagrados, sacerdotes e da Arquidiocese a agressão em forma de “arte” foi retirada e a faixa etária ficou para não menor de 18 anos de idade. Quando o povo de Deus se une o céu se abre e o mal sucumbe. #povodedeus #unidospelafé”

 

Exposição

A Usina Cultural Energisa, com o objetivo de mostrar a produção de artistas paraibanos contemporâneos, propôs uma exposição coletiva com a participação de jovens artistas – Chevito, Kai e Rana Sui –, residentes na Grande João Pessoa.

Essa mostra coletiva apresenta artistas que utilizam linguagens, técnicas e categorias de artes plásticas muito próximas, o que resulta numa exposição com elementos em harmonia estética e conceitual, além de fazer homenagem ao desenho, já que todas as obras foram produzidas sobre papel. A exposição ficará aberta ao público até o dia 31 de maio.

Veja algumas obras, entre elas a tirada da exposição:

 

Redação Bastidores da Política

Leave a Reply

Your email address will not be published.