A vereadora Helena Holanda (PP) pediu a volta do programa Bolsa Atleta ou a criação de algum programa que possa destinar recursos para os atletas paraibanos. Segundo a parlamentar, que se pronunciou na sessão desta terça-feira (18) na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), a falta de recursos e apoio dos gestores estão deixando os atletas “jogados ao léu”.

Helena Holanda afirmou que foi, e continua sendo, atleta da categoria master de marcha atlética e basquete. “Nós, atletas, sabemos o quanto sofremos para servir e representar nosso Estado pelo Brasil afora. Estou aqui para pedir, aos gestores, respeito aos atletas que querem participar de eventos e não têm condições. É muito triste ver nossos atletas, com e sem deficiência, precisando pedir esmolas para representar alguma entidade ou Estado”, declarou a vereadora, relatando que presenciou uma equipe de handebol pedindo dinheiro nos sinais para poder representar o Estado em uma competição.

Para a parlamentar, os benefícios do esporte para as crianças e adolescentes são muitos. “O esporte tem grande responsabilidade de afastar os jovens do mau caminho, até de serem assassinados. O esporte dá maturidade intelectual, disciplina, respeito e exposição para o atleta que dá seu nome para representar entidades. O atleta não quer migalha, ele quer respeito. Peço a meus pares que possam lutar pela volta do Bolsa Atleta ou outros recursos que possam apoiar esses atletas”, solicitou.

Apartes

Os vereadores Bosquinho (SC), Tibério Limeira e Leo Bezerra (PSB, ambos) concordaram com a vereadora na importância que o esporte tem para os jovens. “Com os recursos escassos diante de um cenário de crise, a primeira coisa que se corta é recursos para o esporte. Sabemos que ele forma o cidadão e que é uma das únicas bandeiras de enfrentamento às drogas, mas a dificuldade é muito grande”, confessou Bosquinho.

Tibério Limeira destacou seus três anos e meio à frente da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Recreação (Sejer), elencou alguns programas que não são mais realizados, como a Seleção de Bairros, atividades em esportes radicais e esporte amador. “A política de esporte do nosso município está falida”, avaliou.

Já o vereador Leo Bezerra afirmou que no último remanejamento enviado para a CMJP, a Prefeitura da Capital retirou mais de R$ 500 mil do esporte.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Send this to a friend