Política

Pós-pandemia: Eduardo Carneiro defende ‘virada de página’ no ciclo político de João Pessoa

O deputado estadual e pré-candidato a prefeito de João Pessoa, Eduardo Carneiro (PRTB), defendeu a ‘virada de página’ da cidade, encerrando mais um ciclo político-administrativo e iniciando uma nova fase. Para ele, é preciso uma nova gestão que prepare a Capital para o pós-pandemia, com fortalecimento da saúde e da economia, investindo na inovação, na redução da máquina pública e na geração de emprego e renda.

“João Pessoa encerrou um ciclo em 2004, com Cícero Lucena, encerrou outro ciclo em 2012 com Ricardo Coutinho, entrou em um novo ciclo de 2013 até 2020 com o prefeito Luciano Cartaxo e agora mais um ciclo se encerra. É um momento da cidade virar a página e se preparar verdadeiramente para chegar a 1 milhão de habitantes e não entendo que essa preparação foi feita de forma exitosa até agora”, comentou, durante entrevista a uma emissora de televisão da Capital.

O caminho para esse novo momento, de acordo com Eduardo, é a modernização da gestão, com diminuição no tamanho da máquina pública para garantir a construção de grandes obras que garantam mais qualidade de vida e melhorem a mobilidade urbana. Ele disse que a prefeitura vem de duas ‘gestões siamesas”, com Ricardo Coutinho e Luciano Cartaxo, crias do PT, e que agora precisa ser modernizada, com o olho para o futuro, com responsabilidade, zelo com o dinheiro público e preparo para os grandes desafios.

Pós-pandemia – Eduardo comentou ainda sobre a necessidade de a nova gestão estar alinhada com as necessidades da população no pós-pandemia. Ele acredita que ações do atual Governo Municipal têm retardado o retorno da classe produtiva e isso tem gerado muita dificuldade para os trabalhadores e empreendedores da cidade.

“Vamos viver um momento de muita dificuldade, que é o momento pós-pandemia. Alto desemprego e vamos precisar de alguém com visão empreendedora, para desburocratizar a máquina pública, disponibilizar mais linhas de credito para que as empresas retornem às suas atividades e os empregos possam voltar a ser gerados”, reforçou.

Gestão – Na parte da gestão, Eduardo defendeu investimento em inovações tecnológicas, para que a administração pública possa ser mais moderna e passe a desenvolver ações integradas, com a convergência das ações. “A Saúde interagindo com Educação, a Educação interagindo com o Desenvolvimento econômico e com o empreendedorismo, para haver melhor aproveitamento dos recursos e soluções assertivas”, defendeu.

Sobre a Educação, Eduardo frisou a importância do uso da tecnologia, tendo como apoio o Polo Tecnológico que João Pessoa detém, e modernizar a gestão. Ele lembrou que a cidade precisa de novas escolas e creches para garantir uma melhor distribuição da rede. “João Pessoa precisa modernizar as escolas, melhorar a infraestrutura, mas valorizar e apostar no material humano. A educação é uma de nossas prioridades, desde a época em que passamos pela Câmara Municipal, quando apresentamos um projeto para garantir o ensino bilíngue em nossa cidade”, destacou.

Na Saúde, Eduardo reforçou a necessidade do fortalecimento e modernização da rede de atendimento, desde os PSFs até os hospitais de alta complexidade, incluindo unidades especializadas. Uma das propostas defendidas por ele é a ampliação dos horários dos PSFs até as 22h. “Infelizmente, o prefeito Luciano Cartaxo foi muito pequeno para a dimensão dessa pandemia. A gestão pareceu desnorteada, e isso trouxe consequências desastrosas para a cidade”, comentou.

Outro tema discutido durante a entrevista foi a geração de emprego e renda na cidade, ainda mais agora por conta do atual cenário econômico em todo o mundo. “Nós sempre defendemos a geração de emprego e renda, transformando João Pessoa num grande polo turístico e gastronômico do país, além de garantirmos investimentos em tecnologia e startups”, afirmou.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar