O deputado federal e candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, levou uma facada na cidade de Juiz de Fora (MG), enquanto Bolsonaro era carregado por apoiadores em meio a uma multidão, num evento de campanha.

Aqui na Paraíba, apoiadores de Bolsonaro repercutiram o atentado;  o candidato a deputado federal e o braço direito de Bolsonaro, o empresário Julian Lemos, atribuiu o atentado a um ativista da esquerda brasileira “Eles cumpriram a promessa. Eles se dizem tolerantes, mas são perigosos em potencial. Eles demonstraram do que são capazes. Este criminoso, marginal, ativista da esquerda, que pede Lula livre, esfaqueou nosso capital, mas Deus o guardou”, disse.

Já para o candidato a Deputado Estadual, o Delegado Walber Virgulino indagou,” isso é democracia? Não foi um ataque apenas a um presidenciável, mas a democracia brasileira. Foi um ataque a cada cidadão brasileiro, não podemos aplaudir um conduta dessa. Conduta de marginal perpetrado por um marginal, a mando ou com a conivência de uma organização criminosa.” O delegado finalizou o texto “Brasil acima de todos é Deus acima de tudo” finalizou.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.