Bosquinho defende que parlamentares da CMJP fiquem sem salários quando reformas forem além do recesso

“Virou piada nas rodas de conversa na cidade essa questão de todos os recessos parlamentares virem seguidos de uma reforma, que estende ainda mais esse recesso”. Foi assim que o vereador de João Pessoa, Bosquinho (PSC), criticou o a suspensão dos trabalhos na Câmara Municipal de João Pessoa logo após o recesso parlamentar. Bosquinho ainda defendeu que os vereadores fiquem sem os seus salários durante o período que perdurar as reformas.

“Vamos apresentar na Câmara, para nossos pares, um dispositivo que possa regular o regimento interno, para que, havendo necessidade dessas reformas, venham contidos um laudo técnico dos bombeiros e também de um profissional com o devido registro […] Havendo esses laudos, possamos ter essa reforma efetivamente autorizada pela Mesa Diretora dos trabalhos. Havendo as reformas fora do prazo do nosso recesso, esticando ele ainda mais, que os vereadores fiquem sem o recebimento dos seus salários”, defendeu o vereador.

O segundo dia de trabalhos na Câmara Municipal, nessa quarta-feira (27), foi marcado por uma série de críticas por parte dos parlamentares, sendo a maioria em relação à sistemática de funcionamento da Casa.

 

Da Redação com PB Agora