Datafolha: Maioria vê Lula culpado e acha que Fachin agiu mal ao anular condenações

 

Pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira indica que a maioria dos brasileiros acredita que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja culpado dos crimes pelos quais foi acusado no processo sobre o tríplex do Guarujá, na Lava-Jato, e considera que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin agiu mal ao anular as condenações do ex-presidente.

Segundo o levantamento, 57% dos entrevistados afirmam que foi justa a condenação dada pelo então juiz Sergio Moro no caso do tríplex do Guarujá. Consideraram o julgamento injusto 38%,  e 5% não souberam opinar.

O resultado não variou muito em relação à pesquisa realizada em abril de 2018, quando 54% viram justiça na sentença de Moro, 40%, injustiça, e 6% disseram não saber.

Sobre a decisão de Fachin de anular as condenações de Lula, 51% acham que o ministro agiu mal, e 42% acreditam que a decisão foi acertada. Não souberam responder 6%.

Fachin considerou que a Justiça Federal do Paraná não tinha competência para julgar os processos contra Lula já que os crimes não estão relacionados com os desvios de dinheiro público na Petrobras. Além do tríplex, a decisão se refere ao processo do sítio de Atibaia e a duas ações sobre o Instituto Lula. Com a anulação das condenações, Lula retomou os direitos políticos e poderá se candidatar nas eleições de 2022.

Em relação à candidatura do petista, a pesquisa mostra que os brasileiros estão divididos: 51% não querem que ele concorra, enquanto 47% querem.

O Datafolha também ouviu os entrevistados sobre a percepção da corrupção no país, e 67% acham que a esse tipo de crime vai aumentar.