Efraim não recua de candidatura ao Senado e diz que família Morais tem “cunhão” para disputar eleições

 

O deputado federal, Efraim Filho, afirmou, durante entrevista ao programa Correio Debate da 98 FM de João Pessoa, que sua candidatura ao Senado em 2022 é irreversível. Segundo ele, o projeto está posto e não lhe pertence mais, diante do grande número de lideranças do Estado que já manifestaram apoio ao seu nome.

 

 

 

Efraim disse também que coragem de sobra para disputar as eleições e citou “o caso de seu pai, o ex-senador Efraim Morais, que em 2002, mesmo num cenário adverso concorrendo contra três ex-governadores, não faltou “cunhão” para participar do pleito e ser eleito”

 

 

 

“Coragem não me falta, campanha difícil era a de Efraim Morais lá em 2002. Diziam Efraim é doido, disputar contra três ex-governadores que na época era José Maranhão, Burity e Wilson Braga. Ali sim parecia uma candidatura kamicaze e nem por isso faltou coragem, ‘cunhão’ a Efraim Morais e eu também sou da mesma forma, tenho sido obstinado, incansável”, declarou.