Eliane Galdino surpreende e se destaca durante debate entre prefeitáveis do município de Pocinhos

 

A população do município de Pocinhos, na região do Agreste paraibano, assistiu ao debate entre prefeitáveis realizado pela TV Nordeste, na tarde desta quarta-feira (14).

Na ocasião, os candidatos Eliane Galdino (Avante), Emmanoel Pereira (PDT) e Eriberto Gondim (Podemos) apresentaram seus respectivos planos para as famílias pocinhenses.

Porém, de acordo com populares, foi a candidata Eliane Galdino (Avante) quem surpreendeu ao responder com clareza, firmeza e objetividade as perguntas que lhes foram feitas, diferentemente do candidato do atual prefeito, Emmanoel Pereira que teria fugido de perguntas em relação ao seu posicionamento quanto à atual gestão e aos cargos ocupados por seus familiares na Prefeitura.

Eliane Galdino lembrou de ações importantes que foram suspensas pela atual gestão, mas, que serão retomadas em sua gestão, como por exemplo: o sopão em um maior número de dias, cursos e transporte para trabalhadores. A regionalização do Hospital de Pocinhos também foi defendida pela candidata que também assumiu compromisso de lançar um olhar generoso para a questão do esgotamento sanitário e da pavimentação da cidade que ainda é precária em vários pontos.

A candidata do Avante ainda reforçou compromisso com a população da Zona Rural do município que, em sua gestão, verá poços sendo perfurados, melhorias nas estradas da região, e ainda terão à disposição uma máquina específica que irá garantir o corte de terra no tempo adequado.

Em relação ao seu plano de gestão para o setor do Esporte, Eliane Galdino disse que o jovens serão contemplados com programas que lhes permitirão um desenvolvimento ainda mais saudável através de incentivos à prática esportiva.

Intenção de voto

De acordo com uma pesquisa de intenção de voto realizada pelo Instituto Opinião, Eliane aparece com 58,9% das intenções de votos, contra 24,9% do candidato Emmanoel Pereira e 2,3% de Eriberto Gondim. Pelo menos, 6,9% dos entrevistados revelaram intenção de votar em branco, nulo ou em nenhum e 7% seguem indecisos ou não sabem em quem votar.