EM SAPÉ: Abraão Júnior diz que o Prefeito não respeita o Legislativo “ele gostaria que a câmara fosse um puxadinho da prefeitura”

 

A relação entre os poderes executivo e legislativo da cidade de Sapé vão de mal a pior desde que o novo governo do prefeito Sidney Paiva iniciou. Agressões verbais, físicas e até atentado a bomba já foram registrados em pouco mais de 8 meses de mandato.

A última da vez foi um pedido de suplementação no valor de 55 milhões de reais apresentado pelo chefe do executivo municipal. Segundo o presidente da câmara vereador Abraão Júnior e em consonância com a maioria dos pares, o prefeito não quer esclarecer para quais fins serão destinados o montante. “ele pede 55 milhões sem colocar um projeto de lei um destino dessa suplementação e muito menos onde vai anular, existe um orçamento feito em 2020 para 2021 e precisamos ter responsabilidade em mexer nesse orçamento, queremos apenas transparência”. Disse.

O parlamentar foi mais além onde afirmou que o prefeito Sidney Paiva desde o início de seu mandato nunca demonstrou respeito pela câmara de vereadores de Sapé, “desde o início da gestão que o prefeito não tem respeito com a câmara municipal, bloqueando vereadores, outro dia liguei pra ele e pedi que desse um jeito de colocar médico no hospital que estava sem em pleno dia das mães, ele me respondeu que iria contratar médicos e levar a conta para a câmara. Na verdade ele gostaria que a câmara fosse um puxadinho da prefeitura”. Pontuou.

A declaração do vereador presidente Abraão aconteceu nesta quarta feira (15), durante uma participação no Programa Jornal da Cultura aos radialistas Evandreson Braz e Rodrigo Souza da Rádio Cultura FM de Guarabira.

 

paraibaconectado