Juiz sentencia condenação do ex-prefeito André Gadelha por não repassar valores do desconto de empréstimos

 

Em decisão prolatada pelo juiz da 5ª Vara da Comarca de Sousa, Natan Figueredo Oliveira, o ex-prefeito de Sousa, André Gadelha Neto (MDB), recebeu mais uma condenação por Ato de Improbidade Administrativa.

De acordo com decisão do magistrado, Gadelha Neto recebeu condenação por ter realizado descontos em folha de pagamentos dos servidores e não ter efetivado os repasses ao banco Bradesco.

Conforme decisão do magistrado, como André Gadelha cometeu diversas irregularidades, foi solicitado o ressarcimento integral do dano. O que corresponde a R$ 235.895,96. O ex-gestor ainda está proibido de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de 05 anos.

Por fim, de acordo com ação, a vasta lista de fichas financeiras dos servidores públicos do ano de 2016 revelam que houve efetivo desconto das parcelas de empréstimo junto ao Banco Bradesco.

Repórter PB