Luciano Cartaxo anuncia conjunto de ações de proteção social para famílias em situação de vulnerabilidade

 

Depois de assegurar 268 leitos para o combate à Covid-19 no último final de semana, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, apresentou, na tarde desta segunda-feira (8), um conjunto de ações na área da proteção social. Na rede de ensino, 100% das escolas e creches passaram a ofertar hoje almoço para 65 mil estudantes. A Prefeitura vai disponibilizar mais 100 leitos para acolher pessoas em situação de rua em pousadas, com as três refeições por dia asseguradas. A partir do programa João Pessoa Sustentável, 20,8 mil cestas nutricionais e kits de higiene serão distribuídos e, pelo Banco de Alimentos, 60 toneladas de frutas, raízes e verduras – adquiridos da agricultura familiar -, serão entregues às famílias cadastradas na rede de assistência do Município.

As ações foram iniciadas nesta segunda-feira (08) e seguem até a segunda-feira (15/06). O prefeito anunciou a ampliação, já a partir desta segunda, da distribuição da refeição e lanche para todas as escolas e creches da rede municipal de ensino. Por meio da iniciativa, os 65 mil alunos matriculados terão acesso às refeições que contribuem para garantir a segurança alimentar nesta fase de desenvolvimento das crianças. “Desde o dia 18 de março, nós começamos esta distribuição de refeições e, a partir desta segunda-feira, incluímos mais 35 escolas, chegando a 100% das unidades de ensino integradas ao projeto”, afirmou o prefeito Luciano Cartaxo.

As pessoas em situação de rua podem fazer o cadastro para os leitos em pousadas depois de dar entrada no Centro POP 24h. Além de terem um lugar para dormir e poderem fazer higiene pessoal, serão oferecidas três refeições diárias e a possibilidade de permanência nestes lares por até cinco meses. Com esta medida, a Prefeitura de João Pessoa chega à marca de 348 leitos disponibilizados para pessoas que viviam em situação de rua na sua rede de assistência. A medida se soma à entrega de kits de higiene, às refeições gratuitas nos restaurantes populares e à oferta de auxílio-moradia para aproximadamente 200 pessoas.

Na sexta-feira (12), tem início a distribuição de alimentos adquiridos de produtores da agricultura familiar. O Banco de Alimentos da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) iniciará a distribuição, pelos próximos 30 dias, de 60 toneladas de alimentos para pessoas ou instituições cadastradas nos serviços de assistência social da Prefeitura de João Pessoa, como os Centros de Referência (Cras). Pelo menos três mil famílias serão atendidas com os gêneros alimentícios, que incluem frutas, verduras e raízes.

Resultado do programa João Pessoa Cidade Sustentável, como ação piloto do Centro de Monitoramento da Cidade, a Prefeitura dará início, até o próximo dia 15, à distribuição de 20,8 mil cestas nutricionais e kits de higiene, beneficiando 41,7 mil pessoas. A partir de critério definido com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), serão beneficiadas pessoas atendidas em habitacionais e comunidades previstos pelo programa, além de famílias em áreas de risco e em condições de vulnerabilidade social e econômica incluídas na rede de assistência. Para a distribuição, a Prefeitura contará com o apoio do Exército.