Luciano Cartaxo entrega novo Hospital Prontovida e João Pessoa chega a 212 leitos de atendimento à Covid-19

O novo Hospital Prontovida, preparado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) para atender exclusivamente pacientes com Covid-19, já está pronto e pode começar a receber os primeiros pacientes a partir desta sexta-feira (15). O prefeito Luciano Cartaxo entregou a unidade de forma simbólica no início da manhã. O espaço terá capacidade de oferecer 114 leitos. Com 30 novas vagas já à disposição, sendo 10 de UTI, a Capital paraibana chega a 212 alas para o atendimento a casos do Coronavírus de média e alta complexidade.

O novo Prontovida tem três áreas para a implantação de UTIs, farmácia, central de abastecimento, laboratório, radiologia, copa, refeitório, sala de repouso e almoxarifado. O hospital também irá realizar exames, a exemplo de Raio-X e laboratoriais. A unidade conta com respiradores, ventiladores, monitores, além de aparelhos para a reanimação de pacientes, necessários para o atendimento de Covid-19. Os pacientes serão encaminhados a partir das Centrais de Regulação.

Neste primeiro momento, 178 profissionais, incluindo médicos clínicos, infectologistas, cardiologistas, intensivistas, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, assistentes sociais, psicólogos, nutricionistas, farmacêuticos e fisioterapeutas, já estarão atuando. Com a abertura de todos os leitos, o Prontovida terá aproximadamente 500 pessoas trabalhando diariamente. Estes profissionais foram contratados de forma emergencial pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) por processo seletivo.

Localizada no bairro de Tambiá, a unidade funciona no prédio já ocupado por um hospital no passado. O espaço precisou ser completamente reestruturado com novas redes elétrica e hidráulica, instalação de dutos para gases hospitalares, reparo e reinstalação da climatização, além de pintura e retalhamento. As obras foram coordenadas pela secretária de Infraestrutura (Seinfra), Sachenka da Hora. O Prontovida foi completamente equipado e terá novos leitos sendo abertos gradualmente, chegando à capacidade máxima de 114 leitos, sendo 32 de UTI. As obras contaram com o apoio da Energisa e do Mundo das Tintas, que doou parte das tintas utilizadas na pintura do prédio.

Rede – Além do novo Prontovida, o atendimento a casos do novo Coronavírus na Rede Municipal de Saúde de João Pessoa está sendo realizado no Hospital Santa Isabel, Hospital Infantil do Valentina, Unidades de Pronto Atendimento (UPA) de Valentina e Cruz das Armas, Hospital São Luiz, e também no Hospital Universitário Lauro Wanderley, que foi credenciado a partir de uma parceria com a Prefeitura de João Pessoa para oferecer leitos de UTI e de Enfermaria.

Decretos – Com quase 1.500 casos confirmados, mais de 90% dos bairros da cidade com ao menos um caso registrado da doença e baixo índice de isolamento social, o prefeito de João Pessoa informou, durante a entrega, que os decretos com as medidas restritivas já adotadas serão prorrogados por 15 dias. “O número de pacientes que dependem de internação também segue crescendo de forma acelerada, apesar de todos os esforços para ampliação da rede de saúde. A taxa de ocupação de leitos chegou ontem a 90%. Estamos abrindo o novo Prontovida e já vamos autorizar o recebimento dos primeiros pacientes. Antecipamos porque nesta luta não há um minuto a perder. É como se fosse um hospital de guerra, de guerra pela vida”, explicou o gestor.