Paraíba tem lei que garante Teste do Pezinho ampliado para diagnóstico precoce de 10 doenças

Cuidar do bem-estar dos paraibanos desde o nascimento é a principal bandeira da Assembleia Legislativa da Paraíba. Para isso, debates, discussões e produção de leis pautam o dia-a-dia da Casa de Epitácio Pessoa. E neste sábado (6), quando é celebrado o Dia Nacional do Teste do Pezinho, é tempo de lembrar da lei 11.566/19, de autoria do deputado Jeová Campos, e que institui o Teste do Pezinho Ampliado em todo o Estado.

A lei garante que todos os bebês nascidos nas unidades da rede pública de saúde da Paraíba tenham o direito ao teste de triagem neonatal em sua modalidade ampliada, assegurando assegurando o diagnóstico precoce de 10 doenças como fenilcetonúria e outras aminoacidopatias; hipotireoidismo congênito; hiperplasia adrenal; galactosemia; deficiência de biotinidase; toxoplasmose congênita; deficiência de G6PD; fibrose cística; anemia falciforme e outras hemoglobinopatias; e leucinose.

A lei também determina que o exame ocorra na alta hospitalar e os pais tenha acesso ao resultado em até 15 dias. Para o deputado Jeová Campos, essa legislação é uma conquista de todos. O objetivo é ter uma política preventiva para as crianças que ainda não nasceram. Existem várias patologias que as crianças trazem ao vir ao mundo, mas que se tratadas a tempo têm cura. A Paraíba é pioneira e estamos dispostos a debater o assunto e ampliar essa discussão”, ressaltou Jeová Campos.

Este ano a Assembleia Legislativa da Paraíba levou o debate do teste do pezinho ampliado para o Sertão do Estado. Na ocasião, o secretário de Saúde, Geraldo Medeiros destacou a importância da iniciativa. “Com essa ampliação poderemos diagnosticar mais doenças e poder realizar um diagnóstico rápido para que essas crianças possam tratar rapidamente essas doenças raras. Já realizamos o teste na rede de saúde, em que se gasta em média R$ 6 milhões. Com a ampliação passaremos a gastar mais R$ 3 milhões, disse o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros.

O teste do pezinho é feito com uma só picada no calcanhar dos bebês e ele é uma das principais maneiras de diagnosticar uma série de doenças, mesmo que os sintomas ainda não tenham aparecidos.