PF cumpre mandados de busca e mira advogados de Lula e Witzel

 

A PF (Polícia Federal) cumpre 51 mandados de busca e apreensão de uma nova fase da Operação Lava Jato, nesta quarta-feira (9), em endereços localizados no Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Alagoas, Ceará e Pernambuco. A operação é feita em conjunto com o MPF (Ministério Público Federal) e Receita Federal.

Entre os alvos estão os advogados Cristiano Zanin, do ex-presidente Lula; Ana Tereza Basílio, do governador afastado do RJ, Wilson Witzel; e Frederick Wassef, do ex-advogado do senador Flavio Bolsonaro.

Os três são suspeitos de participar de um esquema que desviou R$ 355 milhões, entre 2012 e 2018, do Sesc-RJ (Serviço Social do Comércio), do Senac-RJ (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) e da Fecomércio-RJ (Federação do Comércio).

De acordo com o MPF (Ministério Público Federal), a Operação E$quema S foi deflagrada em paralelo ao início do trâmite de uma ação penal contra 26 pessoas.