Rodrigo Trigueiro comemora medidas de segurança para garantir a volta dos treinos

O secretário de Juventude, Esporte e Recreação (Sejer), Rodrigo Trigueiro, participou na manhã desta sexta-feira (3) de uma importante ação da parceria entre a Federação Paraibana de Futebol (FPF) e Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) que garantiu aos jogadores profissionais de times da Capital fossem testados para Covid-19 e vacinados contra a H1N1.

O Plano de Flexibilização, anunciado pelo Prefeito Luciano Cartaxo em junho, garantiu que a partir de 29 de junho atletas de esportes profissionais, pudessem voltar a treinar. Com isso, a Federação de Futebol, para garantir a segurança de todos, solicitou os testes e as vacinas, pedido que foi atendido pela gestão. “É uma parceria importante porque o Plano de Flexibilização deve ser feito tomando todas as medidas de segurança para garantir a proteção de toda a equipe envolvida na volta dos treinos”, explicou Rodrigo Trigueiro, secretário da Sejer.

Ao todo serão 350 testes rápidos de Covid-19 e 350 vacinas de H1N1 para os times de João Pessoa: CSP, Botafogo e Auto Esporte. Além dos jogadores, serão vacinados e testados comissão técnica, árbitros e algumas pessoas da FPF que precisam ir à campo.

Plano de Flexibilização para atividade física – Entre as medidas da Portaria nº. 028 estão o retorno das atividades físicas profissionais, observando algumas determinações, como fazer com que os atletas passem por avaliação física e exames médicos, testagem para Coronavírus dos jogadores e membros de comissão técnica antes do retorno, além de avaliações clínicas com questionários dirigidos. O acesso ao clube só será permitido a atletas, membros de comissão técnica e funcionários necessários às atividades de treinos.

A utilização de máscaras pelos profissionais que trabalham com esporte é item obrigatório, com exceção dos atletas que estão realizando exercícios físicos. Os treinos devem ser ao ar livre, sendo vedada a utilização de academias e piscinas dos clubes, neste momento. Além de manter distância mínima de 2 metros nos vestiários, permanecendo o menor tempo possível.