Secretaria Municipal de Saúde continua com atendimentos de prevenção e cuidados à ISTs, AIDS e Hepatites Virais

Mesmo durante a pandemia do novo coronavírus e em tempos de quarentena os cuidados e prevenção com outras doenças devem continuar, como as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), AIDS e Hepatites Virais. Para prestar essa assistência, o Centro de Testagem e Aconselhamento (SAE/CTA), da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), continua funcionando, mas em horário reduzido, das 7h às 12h30.

“Nosso atendimento diminuiu em virtude da pandemia, mas os casos reagentes para HIV/AIDS e outras ISTs continuam sendo identificados e durante a pandemia, uma infecção sexualmente transmissível pode ser um agravo à saúde caso a pessoa desenvolva a Covid, por isso as medidas de prevenção e higiene são ainda mais fundamentais para o cuidado tanto com o coronavírus quanto com uma possível IST”, reforça Sara Lucrecia, coordenadora do SAE/CTA municipal.

No Centro de Testagem e Aconselhamento os atendimentos seguem acontecendo por demanda espontânea em casos de ISTs e por agendamento para os pacientes com HIV que fazem acompanhamento regular. Para consultas médicas especializadas, como infectologia, urologia e proctologia, os casos de HIV também devem ser agendados e de ISTs podem ser atendidos por demanda espontânea.

O serviço também segue realizando testes rápidos para ISTs, atendimentos aos casos de HPV, para mulheres e homens, dispensação de medicamentos como antirretrovirais, medicação para infecções sexualmente transmissíveis, tabagismo e para os usuários do Centro de Reabilitação; administração de penicilina; coleta de exames laboratoriais de CD4/CD8 e carga viral; aplicação de vacinas.

Durante a quarentena, de março até maio, o Centro realizou mais de 1.300 testes rápidos para HIV, desses, 45 deram reagente positivo. A média mensal, de acordo com Sara Lucrécia, não obteve diminuição significativa quando comparado aos meses de 2019, onde foram confirmados mais de 220 casos em testes rápidos realizados no CTA, cerca de 20 casos ao mês.

Para mais informações sobre a assistência do SAE/CTA ou agendamentos, a população pode ligar para o número: 98645-8230.

Dados – Segundo dados da Gerência de Vigilância Epidemiológica (Viep) da SMS, foram identificados 2.036 casos de Aids, em João Pessoa, no período de 2007 até outubro de 2019. Os dados revelam que também houve um aumento de 59% na detecção de casos de casos de HIV no período de 2015 (185) a 2018 (294). O levantamento da Viep mostra, ainda, que do total de pessoas identificadas com HIV/Aids no município entre os anos de 2007 e 2019, 72% são do sexo masculino e 28% são do sexo feminino.