Campina Grande reabrirá bares, restaurantes e academias sob rigoroso controle na próxima segunda

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, por meio de transmissão ao vivo pelas redes sociais, anunciou a reabertura de restaurantes, bares, academias e parques públicos no Município a partir da próxima segunda-feira, 13.

A volta do funcionamento dessas atividades estava prevista no Plano de Convivência e Retomada das Atividades Econômicas, mas a palavra final da Prefeitura dependia de um relatório técnico elaborado por uma comissão criada pelo prefeito para avaliação do quadro epidemiológico na cidade.
Romero anunciou que cada setor terá um protocolo sanitário específico, conforme decreto a ser publicado. Pelo plano da Prefeitura, bares e restaurantes retomam às atividades a partir desta segunda-feira, dia 13, nos horários das 10h às 15h e de 18h às 22h.

Os estabelecimentos vão reabrir com 50% das suas mesas e cadeiras. Haverá rigorosa fiscalização do Procon Municipal, pois se for necessário será preciso voltar a etapa anterior do plano.
Academias serão liberadas com distanciamento e redução do número de frequentadores, impedindo aglomerações. Parques também estarão liberados.

Sob controle

Segundo o prefeito, atualmente, entre outros dados, 30 leitos de UTIs estão disponíveis no Hospital Municipal Pedro I. Outro aspecto observado na análise dos períodos (antes e pós-flexibilização das atividades comerciais) é que a disponibilidade de leitos para internação de pacientes com Covid-19 também não sofreu alteração a ponto de colocar em risco de colapso a capacidade de atendimentos nos hospitais da cidade.

“Além disso, de ontem pra hoje não houve sequer demanda de internações”, comemorou Romero Rodrigues, avaliando positivamente a política municipal de prevenção e de tratamento de casos de Covid-19. “Temos, portanto, dados e informações extremamente positivas que demonstram a estabilização para menor da curva do coronavírus na cidade”, completou o prefeito.

Participaram da live os secretários Filipe Reul (Saúde) e Rosália Lucas (Desenvolvimento Econômico), além do presidente da AMDE, Nelson Gomes Filho. O médico Tito Lívio, diretor do Complexo Pedro I, também integrou a bancada.