Deputado avalia que Ricardo não é candidato forte e que PT deve apoiar João

 

“Se a gente pelo menos tivesse um candidato competitivo, até que poderíamos admitir outro posicionamento”, declarou o deputado estadual Anísio Maia (PT) ao defender, novamente, que o Partido dos Trabalhadores não deve compor uma aliança com o ex-gestor Ricardo Coutinho (PSB), já que ele não é forte o suficiente, mas sim apoiar o projeto do atual governador João Azevêdo (Cidadania), o que, de acordo com o parlamentar, é o desejo da maioria dos diretorianos.

Para Anísio, durante o longo período de aliança, os petistas já perceberam que o governador João Azevêdo tem e desenvolve um projeto interessante para o Estado, o que faz com que o partido não tenha motivos para não apoiar o projeto. “Não estamos numa união de conveniência e sim de identidade. Vale lembrar que o governador já afirmou que só não apoiará o petista (Lula) caso o seu partido, o Cidadania, lance candidato à presidência no próximo pleito”, ressaltou.

Anísio integra parte do diretório estadual do partido que é veementemente contra o reingresso de Ricardo aos quadros da legenda, principalmente a chance do mesmo ser candidato ao Senado pelo grupo. Contudo, os dirigentes do PT, tanto a nível estadual quanto nacional, já vêm articulando uma grande festa para essa filiação que é “extremamente importante para o PT e para o movimento que está sendo realizado na Paraíba”, segundo o presidente estadual da legenda, Jackson Macedo.

 

 

PB Agora