Hospital Prontovida recebe sete pacientes com novo Coronavírus no primeiro dia de funcionamento

Inaugurado na manhã desta sexta-feira (15) pelo prefeito Luciano Cartaxo, o Hospital Prontovida já começou a receber pacientes. Menos de 24 horas após a abertura oficial dos 30 primeiros leitos da unidade hospitalar exclusiva para atendimento do novo Coronavírus, sete pacientes já deram entrada e estão em acompanhamento médico na ala de enfermaria. Os pacientes são direcionados para o Prontovida através da regulação, vindos dos demais serviços da rede.

Os pacientes contam com o atendimento de médicos clínicos, infectologistas, cardiologistas, intensivistas, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, assistentes sociais, psicólogos, nutricionistas, farmacêuticos e fisioterapeutas. Neste primeiro momento são 178 profissionais já a disposição, número que deve chegar a 500 quando todos os leitos estiverem funcionando. No Prontovida, 30 leitos, sendo 10 de UTI e 20 de enfermaria, já estão prontos e a capacidade total é de 114 alas, que serão abertas gradualmente.

“A alta demanda já no primeiro dia de funcionamento mostra o quanto os casos vem crescendo de maneira rápida na cidade, o que torna ainda mais urgente à necessidade de a população respeitar as medidas de isolamento social. Somente assim teremos capacidade de atender a todos os pacientes”, afirmou a diretora do Prontovida, Verônica Gadelha. Segundo ela, além dos sete pacientes que estão na enfermaria, dois leitos foram solicitados pela Regulação e os primeiros pacientes de UTI devem chegar nesta manhã.

A nova unidade de referência para o novo Coronavírus em João Pessoa não é portas abertas, ou seja, os pacientes com suspeita de estarem infectados com a Covid-19 não devem buscar atendimento no Prontovida. Ele está preparado para receber pacientes diagnosticados com a doença, encaminhados por outras unidades, assim como o Hospital Santa Isabel, Hospital Infantil do Valentina, Hospital São Luís e Clementino Fraga.

O novo Prontovida tem três áreas para a implantação de UTIs, farmácia, central de abastecimento, laboratório, radiologia, copa, refeitório, sala de repouso e almoxarifado. O hospital também irá realizar exames, a exemplo de Raio-X e laboratoriais. A unidade conta com respiradores, ventiladores, monitores, além de aparelhos para a reanimação de pacientes, necessários para o atendimento de Covid-19. Os pacientes serão encaminhados a partir das Centrais de Regulação.

O que fazer ao sentir sintomas de Covid-19:

– Se for caso leve, não precisa ir para os serviços de saúde. Pode ligar para a telemedicina. Central de Orientação sobre o Coronavírus – 3218 – 9214;

– Se precisar de assistência, por motivo de síndrome gripal e for caso leve, febre, tosse, garganta inflamada, pode ir a uma das Unidades de Saúde da Família ou ainda tentar o telemedicina;

– Se for caso grave ou moderado, a qual a febre é persistente e não baixa com medicamento ou, ainda tem o desconforto respiratório, deve procurar uma UPA.

Caso de Urgência ou Emergência – Temos UPAs, Samu e Hospitais com ambulatórios de atendimentos de urgências.