Raniery Paulino solicita ao Governo do Estado recursos financeiros para entidades que atendem pessoas com Transtorno Espectro Autista

 

” Esse crescente aumento de crianças sendo diagnosticadas com TEA nos remete a inadiável discussão sobre o alto custo do tratamento e a manutenção de indivíduos no Brasil e especialmente na Paraíba.” alertou, o deputado estadual Raniery Paulino, ao apresentar ao Governador da Paraíba,  no sentido de disponibilizar recursos financeiros para entidades que atendem indivíduos com TEA (muitas delas sobrevivendo de doações e filantropia).

De acordo com os dados do Instituto Branda Pinheiro – IBP, através do projeto AMA – Amigos do Autista, entidade com sede em Campina Grande-PB, indicam que uma criança autista custa, em média, de R$ 5 mil a R$ 6 mil a mais, em relação a uma criança típica, considerando os gastos de sua família com educação e saúde.

O parlamentar, reafirmou o seu compromisso com os Autista, e apresentou o pleito a fim de que o Governo do Estado por meio de entidades conveniadas ou parcerias com a iniciativa privada ofereça tratamento multiprofissional às pessoas com TEA.

“É indiscutível que a pessoa com TEA necessita de um tratamento adequado, para garantir o seu desenvolvimento cognitivo, social e profissional, através de múltiplas atividades, bem como de todas as terapias sugeridas pelos estudos científicos acerca do tratamento. Apesar disso, o atendimento integrado oferecido pelo Poder Público é frágil e praticamente inexistente em muitos municípios paraibanos.” disse Raniery.