São Paulo tenta ampliar vantagem na liderança do Brasileiro

 

O São Paulo recebe o Botafogo, nesta quarta-feira (9), no Estádio do Morumbi, a partir das 21h30 (horário de Brasília), com o objetivo de vencer e ampliar sua vantagem na liderança do Campeonato Brasileiro. Este jogo é atrasado e vale pela 18ª rodada da competição. A Rádio Nacional transmite a partida ao vivo.

Liderança com folga

O Tricolor do Morumbi chega a este confronto em uma situação muito confortável. Tem 68% de aproveitamento no Brasileiro, com 13 vitórias, oito empates e apenas duas derrotas em 23 partidas. Considerando apenas seus últimos dez compromissos na competição, são sete triunfos e três empates.

Para o jogo desta quarta, o técnico Fernando Diniz tem uma pequena dor de cabeça, Daniel Alves recebeu o terceiro cartão amarelo diante do Sport e está suspenso. Assim, o treinador pode optar pela entrada do veterano Hernanes ou pode escolher um jogador mais jovem, como Vitor Bueno ou Tchê Tchê.

Independentemente de quem for a campo, o fundamental para o São Paulo é vencer e ampliar sua vantagem na liderança. Triunfando nesta quarta, o Tricolor, que tem 47 pontos, chegará a 50 e abrirá 7 sobre o vice-líder Atlético-MG, que tem 43.

Luta contra o rebaixamento

Já o Botafogo vai ao Morumbi sabendo que terá uma missão muito complicada para cumprir. Diante do líder da competição, a equipe de General Severiano terá que interromper uma sequência de cinco derrotas consecutivas que lhe aproximam cada vez mais do rebaixamento.

Atualmente na vice-lanterna da classificação com 20 pontos em 23 partidas, o Botafogo sabe que terá que fazer bem mais do que o mostrado na derrota de 1 a 0, no último sábado (5) para o Flamengo, de formar a conseguir pontos que lhe garantam respirar na luta para sair da zona perigosa.

Para a partida desta quarta, o Botafogo ainda não poderá contar com a presença do técnico Eduardo Barroca no banco de reservas. Após testar positivo para o novo coronavírus (covid-19), o treinador está assintomático. Mas como ainda não passaram 10 dias desde o teste, o protocolo da CBF o impede de estar presente ao jogo.